20 março 2014

Nutrição: Porque o sal em excesso faz tão mal a saúde??

Olá Amores!!
O Sal já era usado no Egito e na China há mais de cinco mil anos, mas não era usado para temperar os alimentos e sim para conservá-los da deterioração, pela forte característica osmótica, ou seja retira água dos alimentos e assim evita que as bactérias  se proliferem. E assim permaneceu até o início do século XX, só depois passou a ser tempero.



O Sal em excesso é muito prejudicial à saúde. O perigo do sal está em aumentar a probabilidade do indivíduo sofrer de hipertensão arterial e danos nos rins, que leva ao desenvolvimento de outras doenças como o cancro (câncer), diabetes e problemas circulatórios. O problema é o consumo excessivo de sódio presente em grandes quantidades nos alimentos industrializados, principalmente nos molhos como ketchup e molho inglês por exemplo.



Bolachas, biscoitos, pães, massas, caldos, temperos e refeições prontas estão cheios de sal e sódio.



O ideal é acrescentar o sal à refeição depois de pronta, substitui-lo por azeite, limão ou outros temperos naturais.

      
UMA BOA IDEIA SÃO OS AZEITES AROMATIZADOS!


Esta semana resolvi tirar o sal da minha alimentação, mas depois pensei que também não seria bom porque a sua ausência têm consequências ruins. Todo ser humano tem a necessidade diária de iodo 150mg, sendo que é considerado saudável a ingestão até de o limite de 5g ( aproximadamente 1 colher de café) por dia. O iodo é necessário para o bom funcionamento da tiróide, a qual regula o metabolismo. O sódio é um dos 22 mineira essências na alimentação e tem o papel fundamental na manutenção do equilíbrio e distribuição dos líquidos corporais(dentro e fora das células) por isso que em excesso faz retenção de líquidos.



A quebra rápida de níveis de sódio (hiponatremia) pode causar: diminuição da pressão, confusão metal, letargia, anorexia, convulsões, coma, naúseas, vômitos, câimbras e fraquezas.
O Sal contribui para contração muscular e transmissão dos impulsos nervosos, ritmo cardíaco, permitindo o bom funcionamento do cérebro e o controle adequado das funções vitais do organismo. Por isso o sal de cozinha é para nós a principal fonte de iodo.



Eu vou passar a usar somente a dose recomendada para potencializar os meus objetivos sem comprometer minha saúde.

Produtos processados campeões de sódio
    1. Macarrão instantâneo com tempero - 2721 mg de sódio em 85 g
    2. Macarrão instantâneo sem tempero – 1198 mg de sódio em 80g
    3. Frango empanado – 759 mg de sódio em 130 g
    4. Hambúrguer bovino – 567 mg de sódio em 80g
    5. Salsicha – 551 mg de sódio em 50g
    6. Hambúrguer de frango – 525 mg de sódio em 80 g
    7. Biscoito de polvilho – 270 mg de sódio em 30g
    8. Biscoito cream cracker – 230 mg de sódio em 30g
    9. Salgadinho de milho – 176,9 mg de sódio em 25g
    10. Requeijão – 165 mg de sódio em 30


Use o sal com moderação e proteja o seu coração;)

Pense saudável...
beijos amores
Francini Soares